Viver em conexão com a natureza

Daniela Ricardo // Julho 28, 2022
Partilhar
conexão com a natureza
conexão com a natureza

Viver em conexão com a natureza é um grande desafio nos dias de hoje, mas quando o conseguimos fazer é extremamente gratificante. É gratificante porque sentimos que estamos a viver no nosso verdadeiro ritmo.

Agora vivo numa aldeia, no umbigo de Portugal, no meio de montanhas, o que torna o processo mais fácil, mas mesmo quando vivia no meio da cidade, tentava seguir o ritmo da natureza e alinhar-me com ela o mais possível.

Seguir o ritmo da natureza

Uma das coisas que procuro fazer há muitos anos é comer o mais local possível e o mais sazonal possível. A natureza tudo nos dá na altura certa, no local certo, para nos ajudar e aos demais seres vivos a adaptarem-se ao meio onde estão inseridos, para nos nutrir com tudo o que é necessário para que a adaptação ocorra e exista harmonia entre nós e o meio. 

Também respeito a minha constituição, o meu desenho biológico e alimento-me dessa forma. Nós, humanos, estamos desenhados para ingerir preferencialmente alimentos de origem vegetal, como produtos hortícolas, frutos, leguminosas e cereais integrais. Apenas 1/7 da minha alimentação é peixe e que ingiro muito esporadicamente. Se observarem a vossa dentição descobrirão que a maioria dos dentes que possuímos servem para cortar ou triturar/esmagar alimentos de origem vegetal. Apenas temos 4 caninos, 1/7 dos dentes da nossa boca (se possuirmos a dentição completa). Os caninos servem para rasgar a fibra animal. 

Na minha escolha alimentar além de escolher local e sazonal e preferencialmente produtos de origem vegetal, opto sempre por produtos biológicos, mais parecidos com o que a natureza nos oferece (gostaria de dizer sem químicos, mas seria falso, contudo possuem um teor muito mais baixo de químicos do que os alimentos provenientes da agricultura convencional).

Respeitar ciclos e ritmos

A outra coisa fundamental é respeitar os ciclos e ritmos. O nosso corpo tem um ritmo, um ciclo circadiano que está intimamente alinhado com o ciclo solar. Desperto sempre com o nascer do Sol. Na nossa casa não colocamos estores, persianas ou blackout de propósito, para acordarmos naturalmente com o nascer do dia, com a luz do sol. A hora de ir dormir, confesso que é mais difícil, não vamos dormir na hora do sol se pôr, mas tentamos pelo menos recolher-nos em casa. No Inverno é fácil de respeitar, no Verão mais desafiante, a energia está mais activa e queremos fazer mais coisas. Na cidade conseguimos fazer o mesmo, desde que a iluminação da rua não entre pelo nosso quarto dentro.

Viver em conexão com a Natureza é viver de acordo com as suas leis. 

Não é de todo, apenas a harmonia que sentimos ao abraçar uma árvore ou andar descalço no chão da floresta ou na areia da praia. Isso são vivências muito prazerosas e recomendadas. Elas ajudam-nos a alinhar e harmonizar o nosso ser. Não é à toa que os banhos de floresta, shinrin yoku, são uma terapia com conhecidos benefícios para a saúde. Reduzem o stress, e vários sintomas que estão associados, desde ansiedade, a dores de cabeça, alergias, tensão e fadiga porque ajuda a reduzir a libertação de químicos, como o cortisol, que nos deixam em estado de alerta permanente, ou seja, em stress. Diminuem o ritmo cardíaco e a tensão arterial. Reforçam o sistema imunitário, aumentando a resistência do nosso corpo contra as doenças e a sua capacidade de lutar contra elas.

Eu adoro os banhos de floresta, de me embrenhar na mata, tomar banho nas nascentes, ouvir o chilrear dos pássaros ver o nascer-do-sol e da lua. Observar o céu, as estrelas e ser presenteada com muitas estrelas cadentes. Mas apenas isto, não é viver em harmonia com a natureza, em conexão com ela. É preciso estar em harmonia com as leis da natureza. Isso é estar em harmonia com tudo o que nos rege, com tudo o que rege o nosso corpo (também nós fazemos parte da natureza). É estar em harmonia com o que rege a nossa vida exterior (corpo físico), por meio da fome, do cansaço, do frio e do calor, por exemplo, como o que rege a nossa vida interior (corpo emocional e mental), por meio dos anseios, dos sonhos, dos desejos, da justiça e do amor e também com o que rege a nossa ligação ao todo (o nosso corpo espiritual) por meio da vibração que emanamos e recebemos.

A Natureza é amor, tudo nos dá sem nada pedir em troca.

Uma das leis da natureza é a lei do movimento, na realidade uma enorme lei universal que abrange absolutamente tudo e que estabelece que o movimento é exigido em tudo, sempre. Tudo o que não se move, tudo o que não se usa atrofia. A água parada apodrece, o corpo parado atrofia e enfraquece, uma casa sem movimento fica suja, triste e começa a cair. Estar em harmonia com essa lei significa buscar o movimento, inserir-se no movimento, prestar atenção ao movimento que nos rodeia e estar em sintonia com ele.

A forma como a maioria de nós vive, desconectados da natureza, afastados dela tem criado um desequilíbrio imenso, não só ambiental, mas também emocional, mental e espiritual. 

A forma que vivemos é insustentável, os alimentos são mais fracos, o solo é menos fértil e a água potável é cada vez mais escassa para a maior parte das pessoas e de todos os seres vivos que habitam neste planeta.

Na realidade, é uma ilusão acreditar que apenas o acto de admirar a natureza gera uma conexão adequada, que plantar e regar uma árvore ou uma planta promove ligação, ou que fazer banhos de floresta produz um vínculo. Claro que é importante e que nos oferece muito benefícios, mas isso é estar em conexão com a natureza? Precisamos mesmo é de nos tornar menos poluidores por meio do conhecimento, do consumo responsável, da consciência de que não podemos agir como estamos agindo e vivendo segundo os ritmos da natureza, os mais adequados para a nossa essência, para a nossa espécie.

Para ter uma conexão viva com a natureza e usufruir de todos os benefícios e beleza que ela nos oferece, temos que respeitar o nosso corpo, cuidar dele e perseverá-lo. Para isso temos que respeitar as leis naturais e assim oferecer ao nosso ser o melhor alimento.

Vive consciente!

Ler mais

Social Media

Copyright © 2023 Simply Flow. Todos os direitos reservados.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Aceitar Saber mais