Todos os dias são Dia de Portugal

Fátima Lopes // Junho 10, 2020
Partilhar

Quem viveu fora de Portugal dá uma importância enorme ao Dia de Portugal. Talvez para aqueles que sempre aqui viveram, seja apenas mais uma data e não percebam bem qual a sua importância. Mas, para quem teve a oportunidade de viver fora, a perspectiva que temos sobre o nosso povo, a nossa cultura, os nossos hábitos e até mesmo as características do nosso País em termos geográficos, é diferente. Eu diria que se dá um valor acrescido e tudo tem um impacto diferente em nós. 

É hora de apoiarmos quem tem Portugal no coração.

Esta altura que estamos a viver, em que temos de aprender a desconfinar e a procurar reconstruir as nossas vidas, é uma oportunidade para nos ajudarmos ainda mais uns aos outros. E, quando digo ajudarmo-nos uns aos outros, quero dizer que no final beneficiamos todos e ajudamos Portugal. E neste todos, estão aqueles que têm Portugal no coração. É bonito ver que em Portugal vivem muitos estrangeiros que têm Portugal no coração. Dia 10 de Junho pode ser o primeiro de muitos dias,  em que damos todos as mãos e em que unimos os nossos corações no amor por Portugal.

Neste Dia de Portugal relembro ainda que é muito importante apoiarmos as empresas, projetos e marcas portuguesas. É vital apoiarmos os nossos produtores, visitarmos os nossos sítios e valorizarmos as nossas gentes. Tudo isto ajuda o nosso País a recuperar e a renascer.

Nós, portugueses, temos uma capacidade inesgotável de nos reinventarmos.

Estamos habituados a inventar soluções para todas as situações. Sim, é verdade. Somos muito desenrascados. E ser desenrascado não é mau contrariamente ao que muitas pessoas querem fazer crer. Ser desenrascado é sinal de elevada capacidade de sobrevivência à adversidade. E nós, portugueses, vimos, mesmo durante a pandemia, empresas a transformarem-se deixando de produzir os seus produtos habituais para passarem a produzir máscaras e outros artigos que faziam mais falta agora. Nós vimos pessoas com um negócio que se transformou noutro negócio para poderem continuar a laborar. E, por isso, é esta gente – que somos nós – resiliente, lutadora, cheia de força, capaz de muitas vezes comer o pão que o diabo amassou para sobreviver e se reinventar, que é preciso apoiar.

Lembrem-se de vós e de nós!

Com o Dia de Portugal no coração, lembrem-se: Alimentem quem nos alimenta. Comprem aquilo que é nosso. Apoiem aquilo que é nosso. Visitem aquilo que é nosso. Amem, valorizem e estimem o que é nosso. Dia de Portugal não é só hoje. É sempre. 

Nota: Fotografia por Verónica Silva

Ler mais

Social Media

Copyright © 2023 Simply Flow. Todos os direitos reservados.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Aceitar Saber mais