Rir faz bem à alma!

Daniela Ricardo // Janeiro 18, 2021
Partilhar
rir faz bem à alma
rir faz bem à alma

Todos nós gostamos de rir e é unânime que uma boa risada muda o nosso humor, para um estado mais positivo. A propósito do riso, hoje, dia 18 de Janeiro, comemora-se o Dia Internacional do Riso. Um bom motivo para nos relembrar deste pequeno comportamento humano que faz toda a diferença nas nossas vidas.

O filósofo Helmuth Plessner deu ao sorriso uma posição especial entre as diversas expressões faciais. Não falou do riso em si, mas não há riso sem sorriso. O sorriso é ambíguo e pode ser atribuído a uma vasta multiplicidade de ocasiões, e possui uma ampla “diversidade de tons afetivos”. Ele chamou ao sorriso de “expressão facial do espírito”. A verdade é que quando sorrimos e soltamos uma boa gargalhada existe algo que muda dentro de nós.

Há muitos anos, fiz um curso de Yoga do Riso ou Terapia do Riso. Confesso que é uma técnica que pouco utilizo como a aprendi, pois, o riso é uma constante na minha vida, mas que me mostrou muitos aspectos importantes e fisiológicos deste acto. Digo em tom de brincadeira que a minha mãe me fez perfeita, isto porque estou sempre a rir ou que estava muito feliz quando tal aconteceu.

rir

A importância do riso

Sabrina Tacconi, terapeuta do riso, destaca a importância do riso na vida das pessoas e os seus benefícios, que não são só emocionais e mentais, mas também físicos. Rir melhora a oxigenação, o sistema cardiovascular e ajuda à libertação de serotonina (um antidepressivo natural) e de endorfinas também conhecidas por hormonas do prazer.

O riso é muito importante nas nossas vidas, sobretudo em termos de expressão emocional. Ele faz parte do comportamento humano, é regulado pelo cérebro e auxilia-nos a indicar com maior clareza as suas intenções, por exemplo durante interacções sociais. É em si uma forma de comunicação. Vivemos numa sociedade em que estamos rodeados e mergulhados em informação. Funcionamos muito com raciocínio e lógica, isto é, com o hemisfério esquerdo do cérebro. Estamos sempre atentos, despertos de como temos de agir e reagir. Quando rimos, activamos o hemisfério direito do cérebro, que está relacionado com a nossa parte mais criativa, mais instintiva, intuitiva e relaxada. Ao activar o lado direito do cérebro conseguimos criar em nós uma espécie de libertação emocional. O resultado é o encontro do equilíbrio e muitos benefícios na saúde, alguns deles já descritos anteriormente.

Os benefícios de rir

O nosso organismo precisa apenas de cerca de 10 minutos para que o cérebro se active através da gargalhada e comece a libertar substâncias químicas positivas para nós, como são exemplo a serotonina e as endorfinas. Esta activação faz descer o cortisol, que é a hormona do stress, fazendo com que o nosso organismo beneficie dessa diminuição. Então, rir diariamente, seja de forma natural ou provocada (como acontece no Yoga do riso), durante 10 minutos, consegue por o nosso cérebro num estado mais positivo e o nosso organismo também funciona melhor. Limpamos os pulmões (através da oxigenação), melhoramos o sistema cardiovascular e fazemos massagem interna. O riso, que parece uma coisa muito simples, e é, ancora inúmeros benefícios a nível físico, mental, emocional e provavelmente espiritual.

A magia do riso

A magia é que mesmo se não tivermos vontade de rir e o comecemos a fazer o nosso corpo ao fim de algum tempo começa a fazê-lo com vontade e a risota será mesmo satisfatória. O nosso cérebro não consegue distinguir um riso com início provocado de um espontâneo, pelo que os benefícios se mantêm.

Este é um bom alimento para a alma. E como a alimentação é uma parte fundamental da minha vida. Tudo é alimentação, e o riso é também ele um alimento que gosto que faça parte da minha ementa.

Receitas que nos proporcionam prazer e tem propriedades benéficas como o riso, pela libertação de serotonina, são as que nos seus ingredientes têm cacau. Todos nós conhecemos a sensação de bem-estar e prazer que um bom pedaço de chocolate nos traz. Esta sensação provém da libertação da serotonina, causada pela ingestão de cacau.

A receita que vos deixo tem duplamente este efeito: pelo consumo de cacau e pela risada boa que sempre acontece quando dizemos o nome e quais os outros ingredientes que compõem a receita.

Receita de Choco Zenzai: 

Zenzai é um prato típico japonês que experimentei pela primeira vez no Japão. Gostei do nome, mas não fazia a mínima ideia do que tinha pedido. Hoje já bem informada e conhecedora deste doce faço uma versão, igualmente com feijão, mas desta feita com cacau e triturado para ficar tipo creme. Zenzai é um doce reconfortante para os japoneses no tempo de Inverno, para nós também. Esta é uma receita que encontras no livro “Cozinha das Emoções”, pois, como podem perceber, comer é muito mais do que o acto de ingerir algum alimento.

Ingredientes:

  • 250 g de feijão azuki;
  • 400 ml de água;
  • 1 pitada de sal marinho;
  • 1 chávena de chá de geleia de arroz;
  • 1 tira de alga kombu;
  • 3 colheres de sopa de cacau cru.

Modo de preparação:

Comece por colocar o feijão de molho cerca de 3 a 6 horas ou até duplicar de tamanho. Rejeite a água da demolha e coloque o feijão a cozer numa panela com água a cobrir e uma tira de alga kombu. Quando o feijão estiver macio (35 a 40 minutos depois), acrescente uma pitada de sal, o cacau cru e a geleia de arroz. Deixe cozinhar um pouco para incorporar os sabores.

Triture tudo de modo a obter um puré homogéneo e macio. Se necessário acrescente um pouco de bebida vegetal de arroz e volte a triturar.

Sirva com uma colher de amasake (um creme doce à base de cereal integral, que encontram em lojas de produtos naturais) ou creme de cozinha de coco e amêndoas tostadas.

Choco Zenzai

Dica: Pode sempre congelar pequenas porções desta sobremesa e assim terá sempre uma sobremesa diferente para servir aos amigos

Atreve-te a ser diferente!

Vive consciente!

Ler mais

Social Media

Copyright © 2023 Simply Flow. Todos os direitos reservados.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Aceitar Saber mais