Meditar para quê?

Mafalda Camarate de Campos // Janeiro 24, 2024
Partilhar
meditar
meditar

“Ano novo, vida nova” é um ditado popular que sempre ouvi, que sempre interiorizei e que me leva, ano após ano, a definir intenções claras para um novo (re)começo. Se, como eu, fazes planos para o novo ano e se um deles é começar a meditar mas não sabes como, então este texto é para ti.

O início do ano tem isto de bom, esta vontade imensa de implementarmos novos hábitos e de fazermos coisas diferentes que nos levem a um estilo de vida mais saudável e pleno. E se meditar for um desses objetivos que está na tua lista fico muito feliz e sabe que não tem de ser difícil, complicado, ou exigir muito tempo. Como qualquer novo hábito que se quer durável, começa devagar, com calma e sem julgamento para que não te canses e desistas ao fim do primeiro dia.

Há quem diga que quando rezamos falamos com Deus e quando meditamos é Deus que fala connosco. Meditar tem a enorme vantagem de nos conectar com o nosso interior, de nos trazer para o momento presente e de nos libertar de padrões de pensamento que tantas vezes nos drenam a energia e nos destabilizam emocionalmente.

Porquê meditar?

Está provado que uma prática regular de meditação ajuda a acalmar a ansiedade, o stress e a atenuar esta tendência que temos de viver no passado ou no futuro.

Como em tudo, quando queres implementar um novo hábito é importante que te comprometas, que sejas consistente e que não desistas. É necessário que tragas a prática regular para os teus dias para que possas sentir os enormes benefícios da meditação.

É muito importante que encontres o tipo e a forma de meditação que mais tem a ver contigo. 

Podes meditar a qualquer hora, aquela que for melhor para ti e para o teu estilo de vida. Eu gosto de o fazer logo de manhã e começar o dia conectada a mim, ou então ao final do dia para me ajudar a acalmar antes de ir para a cama. Mas o que é importante é que definas uma hora que seja fazível dentro dos teus horários

Igualmente importante é escolheres um lugar sossegado onde não te interrompam, um momento em que possas colocar o telefone no silêncio e, caso estejas com alguém, possas pedir para que não te incomodem.

Podes meditar sentado no chão com as pernas dobradas, numa cadeira com os pés bem assentes no chão ou deitado, mais uma vez é o que for mais confortável para ti, o importante é que estejas confortável mas com o tronco direito e com vitalidade.

Há diferentes tipos de meditação.

É importante que experimentes várias para que percebas com a qual te identificas mais, se gostas mais de meditações guiadas por homens ou mulheres, em português ou noutra língua. De início é mais fácil começar com meditações guiadas porque tens uma voz pela qual te podes guiar.

meditações na vertente do mindfulness em que focas a atenção em algo específico (respiração, sensações no corpo, sons, objeto); há outras que te levam a visualizar algo que queiras trabalhar (enraizamento, conexão ao coração, amor pelo próximo, …); outras em que a meditação passa pela entoação de mantras em que repetes o mesmo som durante um certo número de vezes (108 geralmente). Há meditações em movimento, a andar ou a dançar, em que se presta atenção plena a cada movimento. Para quem tem mais prática pode até não existir um áudio e conectares-te apenas ao coração ou ao 3.º olho (ponto no centro da testa) e deixares-te ir.

É melhor meditares 5 minutos por dia, do que 1 hora inteira ao sábado e desistires porque não tens tempo. 

Começa devagar, num lugar tranquilo e sossegado, pouco tempo, na postura que for mais confortável para ti e com o tipo de meditação com a qual mais te identificas. E cria esse hábito de todos os dias, nem que seja por 5 minutos, te conectares contigo, com os teus sentidos e puderes estar apenas na tua própria companhia.

Traz a mente de principiante, de que tanto se fala no mindfulness, para a prática e está aberto ao que possa surgir, sem expetativa. 

E sempre que a mente fugir para outros pensamentos – que certamente o fará -, trá-la de volta à meditação, com compaixão e sem julgamento. Só o simples facto de a trazeres de volta ao momento presente já é um treino maravilhoso para a tua vida.

Que em 2024 te permitas seguir todos os teus sonhos e que se meditar estiver nos teus planos, que esta prática te ajude a trazer uma maior presença, conexão e quietude aos teus dias.

Feliz 2024!

Nota – Hoje em dia há muitas apps de meditação que podes seguir, algumas com opções gratuitas. Aqui deixo algumas sugestões: Chopra, Calm, Insight Timer, 1 Giant Mind, Omvana, Headspace, Healthy Minds.

Ler mais

Social Media

Copyright © 2023 Simply Flow. Todos os direitos reservados.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Aceitar Saber mais