Maio: mês de celebração

Fátima Lopes // Maio 1, 2019
Partilhar

O mês de Maio foi desde sempre para mim, um mês de celebração. É o mês de Maria e isso para alguém com a minha fé, é muito significativo.

Eu sinto Maio como um mês de luz. Não que os outros meses não a tenham, mas este tem uma luz diferente, mais poderosa e mais bonita.

Este é para mim, o mês da esperança, eternamente renovada.

É quando olho para aquilo que vivi desde o dia 1 de janeiro e percebo, que o ano ainda tem tudo para me dar.

Se calhar estão a ler este texto e a perguntarem-se porque é que estes sentimentos e estas reflexões não acontecem em Junho, que é o meio do ano. Não. Em Junho já estamos em mudança efectiva até ao final do ano. Já se tomaram decisões, alterámos o que entendemos necessário, para que a segunda metade do ano seja diferente e melhor.

É por isso que Maio é para mim um mês abençoado.

O facto de fazer anos neste mês, também ajuda a que o sinta de forma diferente.

Há pessoas que adoram fazer anos e nesse dia procuram celebrar intensamente. Eu não. Sinto necessidade de celebrar e viver intensamente o mês de maio, mas curiosamente no dia dos meus anos apodera-se de mim uma necessidade de introspecção e de tranquilidade.

Posso ter estado eufórica na véspera, mas no dia fico muito serena e o sentimento que domina, é a necessidade de ter perto de mim aqueles que mais amo.

Este ano celebro 50 anos de vida. Custa-me a acreditar porque fisicamente sinto a juventude de quem tem 30. Emocionalmente não tenho dúvidas que tenho 50 anos.

Sou uma mulher madura, bem resolvida com a vida, segura, com uma óptima auto estima e mais importante que tudo, uma mulher que se ama profundamente.

Aos 30 não me queria tanto e não gostava tanto de mim. Hoje quero-me profundamente e amo-me exactamente como sou. Com as minhas virtudes e os meus defeitos.

Aceito a minha condição humana, que pressupõe errar e falhar. Reconheço mais rapidamente as pequenas grandes belezas da vida e celebro-as. Sinto-me permanentemente grata e isso é uma benção.

Em novembro celebro 25 anos de carreira.

Não sei porquê sinto que é também em Maio que devo celebrar esta data. E é também em Maio que lanço o meu sétimo livro: “Fátima, o meu caminho, a minha fé”. Este livro só poderia sair em Maio. Nunca pensei escrevê-lo, mas tudo se desenhou para que acontecesse e agora.

Por tudo isto, este é um mês onde eu e muitos dos especialistas que escrevem para o Simply Flow, vamos pôr a tónica na Celebração.

Nota: Fotografia por Frederico Martins.

Social Media

Copyright © 2023 Simply Flow. Todos os direitos reservados.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Aceitar Saber mais