Escovas de bambu - São assim tão sustentáveis?

Equipa Planetiers // Maio 29, 2018
Partilhar

Se durante anos o bambu pareceu esquecido pelos países ocidentais, o certo é que está cada vez mais presente nas nossas rotinas como alternativa aos materiais que usamos tradicionalmente, nas mais diversas áreas.

É normal que quando falamos em bambu, a primeira reação seja imaginar um panda a alimentar-se. O facto é que existem mais de 1250 espécies diferentes de bambu espalhadas por todos os continentes exceto na Europa, e muitas delas não comestíveis. Por desconhecimento das suas espécies, características ou utilidade, durante algum tempo, acabámos por não lhe dar importância. Mas, neste momento, o bambu já se estende por mais de 4000 aplicaçõesMuito para além das escovas, o bambu já é utilizado na alimentação, na construção civil, em indústrias variadas e até para produzir combustível, como apontam estudos recentes que dizem ser possível retirar etanol desta planta.

Mas, o bambu é ecológico? 

A resposta é positiva. As vantagens ecológicas deste material tornam-no uma excelente alternativa nas mais variadas áreas e indústrias. Ora vejamos:

– Excelente a absorver carbono 

Se por um lado as espécies de bambu mais comuns geram mais Oxigénio (O2) do que o equivalente a três árvores, por outro, algumas destas espécies chegam mesmo a absorver mais de 12 toneladas de Dióxido de Carbono (CO2) por hectare. Numa planta com a maior taxa de crescimento do mundo, tudo isto faz com que seja considerada quase perfeita a captar carbono.

– Renova-se sem precisar de plantio 

O potencial agrícola do bambu é gigante. Para além de se regenerar depois do corte sem precisar de plantio, é uma cultura com muita durabilidade, podendo mesmo viver até aos 100 anos sem nenhum tratamento adicional fora do comum.

– Rapidez de crescimento e aproveitamento da área 

Já falámos neste ponto e é um dos mais fascinantes em relação ao bambu: é a planta com maior taxa de crescimento diário do mundo. O record registado ocorreu no Japão, com uma planta de bambu a crescer 1 metro e 21 centímetros em apenas 24h.

– Excelentes características físicas, químicas e mecânicas 

As potencialidades do bambu são imensas e é isso que o mundo ocidental tem vindo a descobrir nos últimos anos. O bambu é um material fácil de transportar pela sua leveza, resistente e com uma durabilidade acima da média; Por exemplo: uma construção em bambu bem tratada por durar até 30 anos. Estes são alguns dos motivos pelos quais a indústria da construção civil alcunha a planta do bambu como “Aço Verde”.

– É uma planta eco-friendly 

Se por um lado o material é 100% biodegradável e a sua extração é menos prejudicial ao meio ambiente do que outros materiais equivalentes (como madeiras, por exemplo). Por outro, mais do que o material em si, a própria planta tem vantagens para o meio, ajudando a prevenir erosões e regulando as águas subterrâneas.

Como posso utilizar mais bambu nas minhas rotinas?

Como foi dito antes, as aplicações do bambu nas nossas rotinas têm surgido cada vez mais nos últimos tempos. Especialmente como alternativa aos produtos plásticos, o bambu “entra em jogo” como uma forma simples de reduzir a quantidade de resíduos prejudiciais ao ambiente, gerados nas mais diversas indústrias. Algumas utilizações frequentes e práticas são, por exemplo, suportes de maquilhagem, toalhitas reutilizáveis, óculos de sol ou até mesmo cotonetes.

Contudo, a grande revolução do bambu tem acontecido nas escovas de dentes. Como já sabem, a grande parte das escovas de dentes comuns, pela complexidade da sua composição, não pode ser reciclada – esta evidência resulta na produção de toneladas de resíduos plásticos todos os anos e níveis de poluição completamente desnecessários. E, é aqui que as coisas mudam de figura: se uma escova tradicional de plástico demora 400 anos a decompor-se, uma de bambu 100% biodegradável pode demorar semanas. O esforço que os ecossistemas têm de fazer é muito menor no segundo caso.

O que são as Babu? 

A Babu é uma marca portuguesa focada em implementar novas ideias sustentáveis no mercado português. As suas escovas de dentes em bambu são produzidas na Ásia, onde está localizada a espécie de bambu que utilizam.

Estas escovas são feitas de Phyllostachys Edulis, uma das espécies de bambu com maior taxa de crescimento do mundo (e não, este bambu não é comestível por espécies animais, incluindo os nossos queridos pandas).

O cabo é ergonómico e a escova foi pensada no seu todo para superar a qualidade de escovagem de uma escova comum, com cerdas que protegem os dentes e gengivas e promovem uma higiene oral saudável.

E, para além do ambiente, há vantagens para a saúde? 

O bambu é considerado um antibacteriano natural, tendo na composição das suas fibras um agente orgânico que previne a reprodução de bactérias nocivas. Como estas escovas de dentes não têm qualquer porosidade, evitam também, dessa forma, a contaminação e crescimento de fungos e bactérias.

Por outro lado, o bambu, para além de conter na sua composição nutrientes benéficos para as gengivas, é a planta com maior concentração de sílica do planeta – a sílica reforça o trabalho do cálcio na construção de ossos e dentes fortes.

E, cuidados adicionais? 

As Babu foram concebidas para durar o mesmo tempo que as escovas convencionais, sendo aconselhável trocar de escova, no máximo, 3 em 3 meses.

Os cuidados são semelhantes aos que se deve ter com uma escova comum: não forçar as gengivas, escolher a suavidade de cerda certa para a tua lavagem e sensibilidade, e não deixar a escova em contacto com germes ou bactérias, de outros utensílios de higiene ou escovas antigas.

Há apenas um cuidado extra que deve ter sido em conta – sendo o Bambu um material absorvente, deves deixar a tua escova num local seco e sem contacto permanente com humidade.

Porque não experimentar? 

Todos os objetos que usamos diariamente, por mais insignificantes que sejam, têm um impacto gigante quando utilizados em grande escala. Cada vez que pensamos “Sou só mais um a fazer diferente”, temos de nos lembrar que, muito possivelmente, há milhões de outras pessoas a pensar o mesmo.

Mais do que lavar os dentes, optar por alternativas deste género é fazer parte de um movimento de mudança que, por mais silencioso que seja, no fim do dia, pode ter um impacto positivo gigante no nosso planeta.

Portanto, se está na hora de trocar de escova, pensa duas vezes na tua próxima escolha, e lembra-te que, por mais alternativas de bambu que utilizes, os pandas não irão passar fome.

 

Social Media

Copyright © 2023 Simply Flow. Todos os direitos reservados.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Aceitar Saber mais