Como tornar a passagem de ano mais ecológica?

Equipa Planetiers // Dezembro 27, 2018
Partilhar

Mais uma vez chegamos aquela época do ano especial, na qual ainda se sentem vestígios do Natal, mas em que a nossa cabeça já só pensa no jantar de passagem de ano.

Este é o tempo ideal para olhar para trás, analisar as opções que tomámos durante o ano quase passado, medir os seus efeitos e decidir, para o próximo ano, o que podemos fazer melhor.

Se o novo ano traz com ele uma nova vida, começa já a fazer a diferença na tua festa de fim de ano, com o jantar de dia 31. Porque não começar o ano de 2019 da forma mais sustentável e eco-friendly possível?

Se este ano foste escolhida para anfitriã/anfitrião do último jantar de 2018, torna-o especial seguindo estas dicas, que te farão começar este novo ano com mais saúde, ecologia e euros na carteira.

Dicas para um/a anfitrião/anfitriã eco-friendly:

Se és responsável por organizar este Réveillon 2018, leva essa “responsabilidade” a sério: com pequenas mudanças consegues celebrar a passagem de ano de uma forma original, diferente e bem mais especial. Conhece-as na lista abaixo.

  1. Evitar os descartáveis

Com o número de pessoas que normalmente passam pelo nosso jantar de passagem de ano, acabamos muitas vezes por pensar na melhor forma de o tornar mais cómodo e menos trabalhoso. Com tantos copos, pratos e talheres necessários, há quem pense automaticamente em optar por talheres e louça descartável. Contudo, é tão fácil, quanto possível, manter as pessoas “hidratadas” e muito bem alimentadas sem produzir quilos e quilos de resíduos plásticos desnecessários. O ideal será decidir por louças duráveis e reutilizáveis, como copos de vidro, talheres de metal e pratos comuns.

Se, de facto, os descartáveis não são algo que consideres recusar, opta por descartáveis biodegradáveis e compostáveis, com soluções como pratos comestíveis de farelo de trigo ou talheres de bambu (que para além de tornarem a tua festa ainda mais original, podem ser um bom presente de novo ano para alguns dos teus convidados).

Se te mantiveres pelos pratos que já tens por casa e evitares os descartáveis – na realidade, a opção mais barata – na hora de lavar a louça, não desperdices recursos e opta por detergentes biodegradáveis (se tiveres máquina de lavar a louça, para toda a louça que vais sujar, esta acaba por ser a solução mais ecológica).

Mais do que na refeição em si, uma outra dica: são mesmo necessários os convites em papel para os quais ninguém vai mais olhar? Envia o convite aos teus amigos por email, evento de facebook ou whatsapp e reduz o papel utilizado sem necessidade.

  1. Não desperdices

Com a responsabilidade vem também a pressão de fazer o melhor jantar possível para os nossos amigos e familiares. Contudo, por vezes, esquecemo-nos de que o mais importante da refeição são as pessoas que se sentam à mesa.

É sabido que 1/3 da comida produzida no mundo é deitada ao lixo (mesmo com milhões de pessoas sem acesso à mesma…). Ter uma postura racional na altura de fazer as tuas compras e planear bem a festa de passagem de ano é essencial para o seu sucesso.

A dica é simples: planeia a refeição com consciência, faz uma lista de compras, define um orçamento e segue-o (assim evitas o grande desperdício alimentar que já é característico das festas de fim de ano).  Se houver sobras, podes sempre entregá-las a uma instituição ou centro de redistribuição.

  1. E, se o jantar for sustentável?

Já que falamos em comida, porque não uma festa ecológica retirando, por exemplo, a carne da receita de alguns pratos? Para além de saúde, esta é uma forma de tornar o teu jantar de fim de ano mais acessível, saboroso e ecológico.

É sabido que o consumo de carne tem um efeito direto no aumento de colesterol e pressão arterial, sendo este duplicado em força quando a carne é consumida com álcool à mistura, um comportamento tão comum nas festas de passagem de ano. Contudo, se realmente retirar a carne dos teus pratos é algo que não estás preparada/o para fazer, opta por carne com origem conhecida, ingredientes locais e legumes e frutas da época.

Em termos de bebidas, também se podem fazer mudanças. Podes sempre optar por bebidas produzidas localmente e através de métodos tradicionais, como um sumo natural de laranja biológica, uma cerveja artesanal do mestre cervejeiro da tua cidade ou uma aguardente de medronho biológico, produzida em Portugal.

  1. Deslocações pensadas

É importante evitar o uso do carro particular em excesso. Para além das estradas, nesta altura, serem muito mais perigosas – com muitos excessos associados – evitar usar o carro representa quilos, e quilos, de emissões carbónicas que não irão interferir negativamente na nossa vida em 2019.

Opta por dar (ou receber) boleias, utiliza carros partilháveis ou bicicleta – é essencial utilizares o teu carro da forma mais consciente e responsável possível, apenas quando necessário.

  1. Decorações ecológicas

“Decorações descartáveis são tão 2017”. Se também achas que a decoração marca a diferença numa festa de fim de ano, este ano 2018, opta por ter uma decoração personalizada ao teu gosto (e ao do planeta também).

São muitas as dicas que podes encontrar online com sugestões de decoração que tu própria/o podes fazer, utilizando apenas material reutilizado que tenhas por casa. Muitas vezes “o menos é mais” e o sucesso da tua decoração pode estar nos detalhes criativos que irás produzir.

Mais do que os enfeites, outra dica interessante é trocar as luzes de natal por velas ecológicas, poupando-te energia elétrica e criando um ambiente bem mais íntimo para a tua festa de fim de ano.

  1. New outfit

Se és daquelas pessoas que tem de comprar um outfit novo para celebrar a sério a passagem de ano, opta por roupa de qualidade, produzida com métodos eco-friendly e de marcas que pratiquem e defendam políticas de comércio justo.

Se sentes que precisas mesmo de comprar esta nova peça, garante que a vais usar por muito mais tempo do que apenas aquela noite. Não gastes o teu dinheiro em roupas erradas – muitas vezes, as lojas em segunda mão podem ser uma solução.

  1. Compras

Por mais que queiramos, é inevitável que o fluxo de compras nestes dias seja maior do que o normal. Depois do frenesim que foi o Natal, a passagem de ano ainda é uma época alta para muitas marcas e lojas. As dicas são as mesmas de sempre: não compres por impulso ou sem necessidade, pensa duas vezes na utilidade antes de comprar algo e pensa ainda mais uma no impacto que as tuas escolhas estão a ter, prefere produtos locais, biológicos e saudáveis, e tenta conhecer um pouco mais sobre as marcas onde colocas o teu dinheiro – escolhe por empresas de comércio justo, que apoiem causas sociais ou tenham políticas de ecologia sérias.

O que vais fazer diferente?

Se este é um tempo de reflexões sobre os últimos meses, é também a altura ideal para estabelecer as resoluções para 2019. Mais do que ter uma passagem de ano ecológica e fraterna com quem mais gostamos, é importante definir metas construtivas, pensadas para te dar mais saúde e qualidade de vida, enquanto tornam o planeta onde vives mais digno, sustentável e justo para todos.

Boas Festas e até para o ano!

Social Media

Copyright © 2023 Simply Flow. Todos os direitos reservados.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Aceitar Saber mais