Como o Yoga influencia o nosso dia-a-dia

Filipa Veiga // Outubro 13, 2018
Partilhar

O que muda com a prática de yoga?

Uma pergunta que me fazem com regularidade. A resposta, penso, só pode ser uma: tudo e nada. Muda a forma de viver, de sentir, de pensar. Para melhor, para muito melhor. Nada porque na realidade tudo está dentro de nós, há um saber intrínseco sobre o que são estas práticas, como se  estivessem gravadas no nosso DNA. O que faz é relembrar, é acordar, despertar para o que já existe em nós e para o nosso potencial pleno. Conhecem aquela ideia – sermos a melhor versão e nós mesmos. É isso que o yoga nos dá.

Na realidade quanto mais observo mais percebo o quanto necessária é esta prática.

É uma questão de equilíbrio, físico, mental e espiritual. Há uma diferença notória em quem pratica, a vida ganha uma leveza e uma suavidade que antes não existia. Percebemos coisas básicas como viver no presente. As preocupações e ansiedades perdem peso e cultiva-se uma positividade e graciosidade na vida sem igual.

Costumo dizer que a vida não deixa de ter os mesmos altos e baixos – eu não deixei de ter problemas ou obstáculos para enfrentar. Mas, tenho uma bagagem diferente e, por vezes, até à luta vou, qual guerreira de luz! Como no incêndio da Serra de Sintra que veio quase até à minha porta. Cresceu em mim um sentimento de consciência coletiva de que posso fazer a diferença se acreditar nesse poder, todos podemos.

Permita-se ser principiante, ninguém começa por ser excelente. 

Com a prática de yoga, há um ponto que é provavelmente um dos mais importantes e também o mais repetido de todos os Gurus na Índia: a clareza da mente. A estabilidade dos pensamentos é um dos primeiros objectivos da prática diária do yoga.

Muitas vezes se pensa que asanas ou posturas de yoga são apenas exercícios físicos, essa é a expressão exterior mais visível do que é o yoga, mas é também muito limitada dada a imensidão do que estamos a tratar.

A grande diferença assenta na respiração, e na concentração dessa mesma respiração. Se às posturas juntarmos técnicas de respiração conhecidas por pranayama deixa de ser apenas físico e passa ser algo muito mais profundo. Se praticarmos com regularidade, passamos a conhecer as posturas e nesse momento tornamo-las sólidas. Depois vem a conquista, através da coordenação entre respiração e movimento, da estabilidade, da força, do equilíbrio. Com a repetição deste ritual, o nosso corpo guarda a memória destes estados de espírito, desta leveza, da claridade, da sensação de estar bem.

Assim criamos espaço para que a vida aconteça, para que o yoga aconteça. Quando há espaço, tudo encaixa de outra forma e percebe-se o fluir das coisas. Entregue-se a esta linda forma de vida. Merece.

Sugestões para começar uma prática de yoga:

  • De manhã acorde e tome um duche quente. Idealmente pratique de manhã e em jejum. Se só puder mais tarde, não coma pelo menos duas horas antes da prática;
  • Invista no próprio tapete de yoga. É não só uma inspiração, já que acumula a sua energia naquele espaço sagrado, como uma questão de higiene;
  • Use roupas em que possa transpirar e que sejam confortáveis. Algodão é o mais aconselhável, de preferência orgânico;
  • Uma toalha para limpar a transpiração da cara pode ser útil;
  • Um conselho mais pessoal: trate a sua prática com carinho e como um ritual diário.

Benefícios da prática do yoga:

. Reduz o stress

O estilo de vida das sociedades ocidentais causa stress na maioria das pessoas e problemas de saúde psicológica, que incluem depressão e ansiedade. Há posturas de yoga diretamente relacionadas com a ativação do lado do cérebro parassimpático, responsável pelo relaxamento.

. Melhora o sono

Uma das suas principais tarefas é aumentar a produção de melatonina, uma hormona que regula os ciclos de sono. Para obter um descanso tranquilo, a serotonina intervém no controle do stress.

. Melhora o humor

A prática regular de yoga produz melhorias significativas em pacientes depressivos, que são semelhantes à prática do exercício, devido ao aumento da serotonina.

. Prolonga a vida e previne as doenças degenerativas

Pesquisadores da escola médica de Harvard mostraram que yoga e meditação atuam nas extremidades dos cromossomas, que se relacionam diretamente com o envelhecimento. Saiba que apenas 15 minutos de yoga por dia é suficiente para produzir alterações bioquímicas no cérebro e nos neurónios.

Social Media

Copyright © 2023 Simply Flow. Todos os direitos reservados.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Aceitar Saber mais