Como explicar a importância da coluna às nossas crianças

Fátima Lopes // Abril 13, 2019
Partilhar

Ensinar a importância da postura às crianças é o primeiro objectivo da série de vídeos “As Aventuras do Trinca”. Este é um projecto pioneiro em todo o mundo e é com muito gosto que falo dele.

Primeiro porque este é um assunto de extrema importância, ao qual estou muito atenta, quer no meu dia-a-dia, quer nas pessoas que me rodeiam e de quem cuido com gosto. Depois porque é um projecto pensado pelo meu quiroprático Pedro Figueira, especialista do Simply Flow.

Já conhece “As Aventuras do Trinca”?

São pequenos vídeos feitos a pensar nas crianças e na melhor forma de lhes ensinar quais os cuidados a ter com a nossa coluna.

Palavra de ordem: prevenção

Já diz o ditado: “É de pequenino que se torce o pepino”. E, neste projecto é esse mesmo o objectivo: ensinar as crianças, desde muito cedo, a adotarem as melhores estratégias com o objectivo de prevenir futuros problemas na coluna.

Uma coluna direita é sempre uma boa receita!

Para explicar melhor este projecto pioneiro, partilho convosco a conversa que tive com o quiroprático Pedro Figueira:

Fátima Lopes (FL): Como surgiu a ideia para este projeto?

Pedro Figueira (PF): A ideia surgiu no meu último ano de faculdade, há 14 anos atrás. Eu e a minha mulher idealizamos um personagem que pudesse ser um super herói da coluna. Devido à impossibilidade financeira, o projeto teve de esperar e, em Novembro de 2018, o Trinca renasceu e saltou para a tela para revolucionar as colunas dos mais pequeninos.

O sonho era dar às crianças ferramentas e o desafio para cuidarem das suas colunas. Desde pequeninos que somos ensinados a escovar os dentes para uma boa higiene oral. E a coluna? Uma estrutura tão importante e tão negligenciada.

Se conseguirmos ensinar de uma forma divertida a importância da coluna e de uma boa postura, podemos impactar a saúde da coluna das nossas crianças e impactar o futuro da nossa sociedade. Dores nas costas afetam todas as idades e estão presentes em cerca de 85-95% da população em alguma altura da vida. Quanto mais cedo aprendermos a cuidar da nossa coluna, menos vão ser os problemas quando formos mais velhos.

Desde pequena que a minha mulher queria cuidar de crianças, hoje ao ser especializada no tratamento de crianças e grávidas ela pode usar o Trinca para a ajudar no seu trabalho de educação da população.

O caminho a percorrer ainda é longo, mas nós acreditamos que “As Aventuras do Trinca” nos pode ajudar a chegar mais longe e impactar a saúde de mais pessoas.

Os adultos já vão tendo mais informação e recursos disponíveis para cuidarem das suas colunas, como o meu livro “Acabe com as Dores nas Costas”, agora é a vez das crianças.

FL: Quando e qual a melhor forma de ensinar a importância da coluna às nossas crianças?

PF: Desde pequenos! Novos hábitos levam tempo a implementar. Se dermos o exemplo e insistirmos com as crianças na importância das boas posturas e mostrarmos alguns exercícios simples de implementar no nosso dia-a-dia, então, ao crescer, essas mesmas crianças vão ter armas para a prevenção dos problemas que vemos com tanta frequência na nossa clínica.

Lembrando novamente o exemplos dos dentes, ninguém espera pelas dores para cuidar da sua higiene oral. Porque razão então, é que esperamos pelas dores para cuidar da nossa coluna? Temos de cuidar da coluna de forma sistemática e quanto mais cedo aprendermos isto, melhor. Assim, no futuro, as estatísticas poderão realmente melhorar.

FL: Quando devemos levar uma criança a um especialista na coluna?

PF: Eu costumo brincar um pouco com esta ideia. Quem tem dentes vai ao dentista, quem tem coluna vai ao quiroprático. Se já entendemos que não devemos cuidar da nossa coluna somente quando temos dores, então, devemos desde cedo tentar perceber se está tudo bem com ela.

Eu tenho 4 filhos e todos foram avaliados quando nasceram. Nem sempre um parto normal é perfeitamente normal. Por vezes, temos a utilização de fórceps ou até mesmo ventosas no parto. Quem é que avaliou a coluna dos seus filhos? Quem é que avaliou a sua coluna quando nasceu?

Na vida passamos por várias situações que nem sempre são o melhor para a nossa coluna. Quedas, más posturas, brincadeiras com empurrões, acidentes, etc. são uma constante desde que somos pequenos. Com o passar do tempo estas situações vão fragilizando a nossa coluna.

Os especialistas poderão direcionar os pacientes para reabilitar ou mesmo habilitar a coluna para um melhor funcionamento em qualquer idade.

FL: Quais os sinais aos quais os pais devem estar atentos?

PF: Nos bebés, o mais fácil é ver se há alteração do posicionamento da cabeça ou do corpo, e ver se o bebé mama bem para os dois lados ou se favorece uma mama. Nas crianças, as más posturas não devem ser ignoradas bem como alguma alteração na locomoção.

O mais importante, mais uma vez, é não esperar pelas dores para agir. Temos de mudar o foco da dor para um melhor funcionamento da coluna.

FL: Qual é o grande objetivo d’“As Aventuras do Trinca”?

PF: No futuro queremos que, em vez de terem de ser os pais a dizer constantemente aos filhos “endireita-te!”, seja o Trinca a ajudar as crianças a saber como cuidar das suas colunas para um futuro mais saudável.

Vejam, subscrevam e partilhem “As Aventuras do Trinca” para podermos fazer a diferença nas colunas das nossas crianças. Se não o fizerem, uma boa ideia não vai passar de uma boa ideia!

Social Media

Copyright © 2023 Simply Flow. Todos os direitos reservados.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Aceitar Saber mais