Como cuidar da saúde da tiroide de forma natural?

Sónia Dias // Novembro 17, 2020
Partilhar
tiroide
tiroide

As doenças da tiroide são mais comuns do que imagina, afetam milhões de pessoas em todo o mundo. São cada vez mais frequentes os estudos científicos que relacionam disfunções na glândula tiroide a muitas condições físicas, emocionais e hormonais. A origem de casos de depressão, ansiedade, irritabilidade, queda de cabelo, dores musculares e nas articulações, problemas de fertilidade e na líbido está, em muitos dos casos, ainda que subtil, num desequilíbrio na tiroide. Mas, afinal, quais são os efeitos físicos e emocionais de disfunções da tiroide? E de forma o hipotiroidismo pode causar desequilíbrios nas hormonas femininas?

O que é a tiroide?

A tiroide é uma glândula que armazena e produz as hormonas que afetam todos os órgãos do corpo. Desempenha um papel determinante numa série de processos físicos, desde a regulação da temperatura corporal, do metabolismo basal, os batimentos cardíacos até o funcionamento cognitivo. Localizada na parte da frente do pescoço, tem uma forma similar a uma borboleta. Por influenciar diferentes sistemas do corpo, os diagnósticos de disfunções na tiroide apontam inúmeras vezes para outras condições de saúde, tais como: depressão, transtorno de ansiedade, fibromialgia, a síndrome da fadiga crónica, transtorno bipolar, infertilidade inexplicada, a síndrome dos ovários poliquísticos e a síndrome da menopausa.

tiroide

Porque devemos ter em atenção a saúde da nossa tiroide?

Do ponto de vista macrobiótico, a tiroide é o ponto de equilíbrio entre as glândulas pituitária e adrenal, representando energeticamente o equilíbrio entre o corpo e a mente. 

A glândula pituitária faz a ligação entre o cérebro e o sistema endócrino, estando diretamente ligada ao hipotálamo. É a principal glândula endócrina que regula todas as outras glândulas.

As suprarrenais, um pouco acima dos rins, ajudam a regular o metabolismo, o nível de energia/ vitalidade, o peso corporal e a recuperar de situações extremas, como stress, inflamação, má dieta alimentar.

A tiroide está, por isso, no centro da comunicação entre o cérebro, o sistema adrenal e o sistema hormonal. Quando essa comunicação é comprometida deixa de existir interação entre as hormonas sexuais, as glândulas adrenais, os neurotransmissores cerebrais e o metabolismo energético.

Sabia que as hormonas da tiroide são essenciais à vida?

As hormonas tiroidianas são essenciais à vida e exercem vários efeitos no metabolismo, crescimento e desenvolvimento do organismo.

A tiroide tem a função de produzir e libertar para a circulação sanguínea triiodotironina (T3) e tiroxina (T4). A T3 controla a produção de várias substâncias químicas cerebrais, como serotonina, norepinefrina e GABA, e as maiores quantidades de T3 são encontradas nas áreas do cérebro que controlam emoções como a felicidade, o medo, a raiva e a ansiedade. É desta forma que as hormonas tiroidianas afetam emoções como felicidade, medo, raiva e ansiedade. Uma disfunção da tiroide pode, por isso, afetar os níveis de serotonina, e de outros neurotransmissores que equilibram os níveis de humor.

Também é, bastante frequente, que sintomas relacionados com problemas de progesterona possam estar relacionados com uma função anormal da tiroide.

Quais são as disfunções mais comuns da tiroide?

– Hipertiroidismo

Acontece sempre que há uma produção excessiva de hormonas tiroidianas.

Sintomas: Batimentos cardíacos muito rápidos, palpitações, perda de peso, insónia, tremores, nervosismo, ansiedade, hiperatividade, irritabilidade, transtornos de humor, queda de cabelo, sudação excessiva ou amenorreia.

– Hipotiroidismo

Acontece sempre que há deficiência na produção de hormonas tiroidianas.

Sintomas: Ansiedade, irritabilidade e síndrome pré-menstrual (TPM), obstipação, pele seca, menstruação irregular e intensa, baixa libido ou baixo desejo sexual, sensibilidade ao frio, fadiga, memória fraca ou depressão.

Nota: Cerca de 25% das mulheres na perimenopausa são diagnosticadas com essa condição. Os sintomas de hipotireoidismo também são frequentemente confundidos com problemas de estrogénio e progesterona.

– Doenças autoimunes

Causadas pelo ataque do sistema imunitário à glândula da tiroide, estimulando ou destruindo-a. A grande maioria dos casos de disfunções da tiroide inserem-se nesta categoria, dando origem a uma condição autoimune chamada Tiroidite de Hashimoto.

Sintomas: Alterações no sistema digestivo ou no sistema intestinal, dores nas articulações ou transtornos de humor.

Por ser tão dependente de outros sistemas, a glândula da tiroide é a mais sensível de todas, causando uma série de alterações em diferentes sistemas do corpo, manifestando-se a nível físico e emocional.

Mas, afinal, quais são os efeitos físicos e emocionais de disfunções da tiroide?

De um modo geral, seja qual for o tipo de distúrbio da tiroide, os sintomas mais comuns são:

  1.  Perda ou ganho de peso;
  2. Queda de cabelo;
  3. Ansiedade: uma sensação de nervosismo, coração acelerado e tremores;
  4. Depressão: flutuações de humor e dificuldade em apreciar a vida, choro fácil, perda de apetite e perturbações do sono;
  5. Mudanças de humor: irritabilidade, mau humor ou temperamento explosivo;
  6. Dificuldades para dormir.

As perspetivas para todos os tipos de distúrbios da tiroide são boas e, mesmo que os sintomas psicológicos levem algum tempo para estabilizar, a recuperação geralmente é total. Com a estabilização da condição, os problemas de saúde emocional tendem a melhorar.

Como cuidar da saúde da tiroide de forma natural?

Uma alimentação e um estilo de vida saudáveis são a chave para o equilíbrio do sistema hormonal, e é possível regular disfunções da tiroide de forma natural.

9 Dicas de alimentação e estilo de vida para regular disfunções da tiroide de forma natural:

  1. Para reforçar a energia das suprarrenais, consuma leguminosas e vegetais de raiz;
  2. Para a tiroide, consuma todo o tipo de folhas verdes e vegetais como a cebola, cenoura e abóbora;
  3. Substitua o sal por uma boa fonte de sal, como o sal marinho;
  4. Consuma frutos secos e alimentos ricos em selénio;
  5. Consuma alimentos ricos em iodo;
  6. Elimine totalmente o consumo de soja;
  7. Elimine todas as fontes de contaminação com disruptores endócrinos: consuma apenas alimentos de origem biológica certificada, elimine os cosméticos com uso de químicos, não use recipientes de plástico para armazenar comida, evite beber bebidas quentes em copos de plástico, reduza/elimine o consumo de alimentos enlatados ou processados, consuma apenas água filtrada ou purificada, substitua as panelas antiaderentes por panelas de cerâmica;
  8. Pratique meditação diariamente, pois esta alinha as principais glândulas que estão em desequilíbrio (tiroide, pineal, pituitária);
  9. Pratique exercício físico/movimento diariamente, e não importa quanto ou que tipo de exercício. O compromisso diário é o mais importante, nem que seja uma caminhada de 20 minutos ou alguns alongamentos pela manhã.

A medicina natural oferece-nos uma série de soluções que podem ser usadas para apoiar a função da tiroide, aliviar os sintomas e garantir um controle da condição. Mas, o caminho também passa pela sua educação/informação e por assumir a responsabilidade pela sua saúde.

Ler mais

Social Media

Copyright © 2023 Simply Flow. Todos os direitos reservados.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Aceitar Saber mais