23 Dicas para reduzir o desperdício na casa-de-banho

Eunice Maia // Junho 15, 2020
Partilhar

Depois da cozinha, a casa-de-banho era a divisão cá em casa que mais lixo gerava. Muitas embalagens plásticas, muitos produtos diferentes, cada um com um propósito específico: champôs (mais do que um, não fosse o cabelo mudar subitamente de temperamento…), amaciadores, máscaras, gel de banho (diferentes aromas, claro, pele sensível; efeito exfoliante; efeito hidratante…), creme hidratante para o corpo e outro para o rosto, esfoliante corporal, cremes para as mãos e para os olhos, tónico, desmaquilhante, máscaras faciais, gel para o cabelo, desodorizante, perfumes, maquilhagem, cotonetes, pensos higiénicos e tampões, fita dentária, pasta de dentes, escovas de dentes, lâminas de barbear, toalhitas desmaquilhantes… E podia continuar com esta longa enumeração por mais linhas… 

Destralhar a casa-de-banho

No dia em que me sentei para «destralhar», como fizera nas outras áreas da casa, analisei aquilo que acumulara e tentei ver o que efetivamente usava. Separei um monte (literalmente) de embalagens. Completamente obsoletas. Algumas por usar, muitas fora do prazo. Lembro-me bem de um produto em concreto, um tratamento para escalpe sensível que me foi completamente impingido e que eu trouxe para casa e que nunca cheguei a usar. Ou de uma embalagem quase cheia de creme antiestrias que prometia tudo e não fez nada — as estrias continu(av)am lá, tal como a embalagem.

E, assim, as embalagens foram-se acumulando num enorme arquivo morto, sem sentido, esquecido e disfarçado dentro de um armário de casa-de-banho. Aliás, é muito curioso e irónico, porque, em determinada altura, eu achava que a casa-de-banho não tinha arrumação nenhuma, que fazia falta um armário debaixo do lavatório. Pois bem, depois das mudanças que adotei e depois de ter analisado o que, de facto, usava, este armário deixou de ser necessário. O que uso hoje cabe perfeitamente na borda da banheira e em cima do lavatório. O problema não era falta de arrumação; era o excesso de produtos! Também aqui, menos foi (e é) mais.

Fotografia por Gustavo Figueiredo

Dicas para reduzir o desperdício na casa-de-banho:

  1. Faça uma “auditoria” – retire tudo o que tem dos armários, agrupando os produtos por funcionalidades (cabelo, rosto, corpo, higiene…) e verifique o estado e as validades. Analise também quais são os produtos repetidos ou com uso similar;
  2. Gaste até ao final os produtos em bom estado e os repetidos – no final de vida, se possível, corte a embalagem com a ajuda de uma tesoura (vai ver que ainda há muito produto para aproveitar). Dê às embalagens o destino correto (consulte a WASTEAPP, da Quercus, para ter acesso à localização dos pontos de descarte responsável mais perto de si);
  3. Se tiver de adquirir embalagens (elas são fundamentais em alguns produtos, para, por exemplo, garantir as  suas propriedades, benefícios e eficácia), opte pelo tamanho familiar;
  4. Reduza o número de produtos através de opções multifuncionais – por exemplo, pode recorrer ao óleo de coco, de amêndoa ou de argão ou à manteiga de karité e tirar partido das suas múltiplas aplicações (rosto, cabelo, corpo).

Cabelo

  1. Experimente comprar champô a granel ou champô sólido; o mesmo com os amaciadores. Há já muitas marcas (e com elevada qualidade) no mercado.
Fotografia por Gustavo Figueiredo

Corpo

  1. Em vez de gel de banho em embalagem, opte por sabonete ou compre o gel a granel;
  2. Use óleo (em frasco ou a granel) como hidratante: de coco, de amêndoa, de argão ou manteiga de karité; 
  3. Experimente fazer receitas caseiras de esfoliante a partir de ingredientes da despensa ou de desperdício alimentar, por exemplo, borra de café (junte-lhe azeite ou mel);
  4. Em vez de esponja de banho ou puf, use uma lufa, por exemplo, ou faça um disco em crochê;
  5. Desodorizante – pode fazer em casa (passo a passo aqui) ou opte por uma versão sólida ou em cartão/lata ou ainda pela pedra de alúmen;
  6. Use um aparelho de barbear com lâminas recarregáveis para fazer depilação;
  7. Use óleos corporais como perfume (óleo de coco e umas gotas de óleo essencial);
Fotografias por Cristina Vaz

Rosto

  1. Recorra a óleo de coco ou de amêndoa para remover a maquilhagem;
  2. Em vez de toalhitas ou discos descartáveis, recorra a discos reutilizáveis ou pequenas toalhas;
  3. O ritual de limpeza pode ser feito também com sabonete puro vegetal (à base de azeite, por exemplo) ou com farinha de arroz, amêndoa ou aveia; 
  4. Faça uma vaporização facial, colocando camomila numa tigela de água quente;
  5. Para fazer uma máscara facial pode recorrer a argila, água e a pós vegetais; 
  6. Para hidratar a pele, use águas florais, infusões frescas;

Higiene oral

  1. Quando tiver de renovar a escova de dentes, opte por uma com cabeça amovível ou por escova de madeira (para evitar humidade, nunca a pouse na vertical ou em recipiente fechado);
  2. Use pasta de dentes sólida ou em frasco de vidro ou em tubo 100% reciclável
  3. Opte por fio dentário em materiais com menos impacto pós-consumo do que o plástico (fibra de bambu, por exemplo);
Fotografia por Daniela Sousa

Menstruação

  1. Recorra a pensos reutilizáveis e/ou coletor menstrual e cuecas menstruais;
Fotografia por Gustavo Figueiredo

Outros

  1. Em vez de cotonetes com haste de plástico, opte por reutilizáveis ou compostáveis ou por simplesmente não usar.

Inspirações:

  • Cátia Curica – autora das receitas de desodorizante e pasta de dentes que uso e faço em casa;
  • Fê Canna – criadora do ritual de cuidados faciais naturais que adotei em casa, com ingredientes da despensa.

Nota: Fotografia destaque por Cristina Vaz.

Ler mais

Social Media

Copyright © 2023 Simply Flow. Todos os direitos reservados.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência. Aceitar Saber mais